Image Map

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Curitiba, a “capital ecológica”, mantém somente 1% de sua Mata Atlântica original

Olá pessoal,

Há vários anos escutamos a Prefeitura de Curitiba designando nossa cidade como a “capital ecológica”, inclusive em seus slogans. Essa propaganda pode até ter se sustentado por um período (muito breve) entre os curitibanos, mas o tempo e as atitudes dos nossos governantes foram nos mostrando a verdade, totalmente ao contrário do que é pregado por eles.



E hoje temos mais uma prova disso, repercutida em uma matéria do jornal Gazeta do Povo, publicada no mês de novembro. A reportagem mostra uma triste realidade, que chegou a nos deixar de “estômago embrulhado”: Curitiba mantém somente 1% de sua Mata Atlântica original e seu desempenho é o pior entre as capitais. Esses e outros dados fazem parte do Atlas de Remanescentes Municipais, divulgado pela Fundação SOS Mata Atlântica. Confiram a notícia na íntegra: http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/curitiba-tem-so-1-de-sua-mata-atlantica-original-a-pior-situacao-entre-capitais-7v3di08mebfq5lnbizekbaomm

E agora Prefeitura, diante de um dado como alarmante como esse, vocês ainda acham possível continuar sustentando essa mentira a respeito de Curitiba? Até quando vocês pensam que vão continuar enganando cidadãos curitibanos, brasileiros e até estrangeiros? Chega de tanta hipocrisia!

E o que é pior: já temos tão poucas árvores (que por enquanto estão salvas de tamanha crueldade e ignorância), e vocês diariamente cortam a maltratam as que ainda restam. São tantas histórias, tantas denúncias, que sentimos medo pelo futuro das próximas gerações. 

Porque se a situação continuar dessa forma, e a tendência é de que continue, vai faltar oxigênio para respirar. Aí será questão de vida ou morte. Nesse caso com certeza a segunda opção. Mas parece que nossos governantes não percebem isso, algo chamado o dinheiro os cegou. E quem paga somos nós e elas, as árvores, tão indefesas e ao mesmo tempo tão necessárias para nossa sobrevivência.

Até logo. 






quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Enorme área verde prestes a ser devastada: e a Prefeitura de Curitiba autorizou!


Olá pessoal,

Pois é, cada vez mais nos convencemos de que o ser humano está se tornando alguém que “esqueceu” que depende de outros seres para sobreviver e, entre eles, estão as árvores. Como vamos respirar daqui há um tempo, quando só houver concreto? Porque o caminho que está sendo trilhado é exatamente esse. Cada vez mais vemos prédios, construções, devastação e morte. 


Hoje estamos aqui para mostrar uma enorme área verde, situada no bairro Santa Cândida, que está prestes a ser devastada em função da construção de um condomínio de prédios. Pelas imagens do Google Maps e pela maquete do empreendimento, que encontra-se na placa, podemos ver o tamanho da área verde que será extinta:




Os moradores da região estão indignados e relataram a existência de “esquilinhos”, tucanos, e outras espécies pouco comuns no bosque. Mas é claro que isso não tem valor diante de um prédio e do dinheiro que ele trás aos políticos corruptos e empresários sem escrúpulos! Afinal, os animais que se mudem...e as árvores, tanto faz para eles, não é mesmo? Na verdade cada vez mais mostram que quanto menos verde, melhor.

Afinal, como a Prefeitura de Curitiba concedeu um alvará de construção, sabendo dessa enorme área verde que será cortada? De que forma a construtora conseguiu essa aprovação? Muito estranho, não? 

Segundo o arquiteto, Luis Gustavo Loewenthal, "a média de potencial construtivo em um terreno é de em média 30% da área verde total”. Mas como podemos ver perfeitamente pela maquete não é isso que acontecerá. Então podemos supor que o dinheiro realmente fala mais alto e que tudo se consegue com ele, até mesmo matar cruelmente diversas árvores sadias.

Triste, não é mesmo?

Vejam o tamanho do bosque em que haverá a construção. Imaginem quantas vidas moram lá. Não tem como não sentir indignação, tristeza e raiva desses seres humanos que estão perdendo a sua humanidade.

Até mais. ):