Image Map

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Progresso = selva de pedra! É isso que a Prefeitura de Curitiba quer?


Uma rua sem árvores, onde é possível manter a limpeza, pois não há folhas, nem galhos e muito menos flores no chão. Ali também é possível se construir quantos postes forem necessários, não há problema com fiações elétricas e as construções podem ser realizadas à vontade, sem questões ambientais para atrapalhar.

Por incrível que pareça, estamos percebendo que cada vez mais este é o “melhor dos mundos” para muitos, que realizam podas drásticas (com a intenção de matar na maioria das vezes) ou que simplesmente realizam cortes em árvores porque elas estariam “atrapalhando” de alguma forma, mesmo que seja somente pelo fato de ser necessário varrer mais vezes a calçada.

E o pior, por trás dessas pessoas há um representante legal que parece condizente com esta lamentável situação. Sim, pois para se cortar ou podar uma árvore sob qualquer justificativa, o cidadão deve (ou deveria, mas já que não há punição dá para fazer “por baixo dos panos”) pedir autorização para a Prefeitura de Curitiba, que teria a função de analisar a real necessidade, entre outros fatores, e agir em defesa delas, já que a cidade mantém o título de capital ecológica. Aliás, faz tanto tempo que não ouvimos este termo!

Por esta imagem, vocês podem ter uma ideia de como está ficando a cidade de Curitiba:



Em uma via movimentada, onde diariamente transitam milhares de pessoas, não se vê uma árvore sequer. O que se vê ali são somente carros e concreto. Como se a vida não existisse ou não precisasse existir. E o pior, achamos que tem gente que nem nota. Ou até gosta!

Como dissemos, quem deveria estar no controle da situação e dando o exemplo de preservação ambiental (que sonho!), está autorizando cortes indiscriminadamente e realizando a morte em massa de muitas espécies de árvores, que algumas vezes chegaram antes de nós. E que deveriam ser respeitadas, e não transformadas em uma triste lembrança, que um dia se transformará em realidade, quando a gente não tiver mais oxigênio puro para respirar.

Prefeitura de Curitiba, até quando vamos ficar sem resposta? Gostaríamos de saber se realmente o que vocês querem é transformar a nossa cidade numa selva de pedra. Porque se formos depender da paisagem que vemos sendo transformada e dos seus atos em relação ao meio ambiente, temos que acreditar que sim!



quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Denúncia do Vândalo Verde: árvores sofrendo poda drástica e condenadas à morte


Olá pessoal,

Hoje estivemos na Rua Professor Loureiro Fernandes, no Bairro Boa Vista, em Curitiba, e nos deparamos com mais uma cena de barbárie com as árvores: estão realizando poda drástica em diversas espécies, retirando toda a sua copa e as condenando à morte.

Conforme já citamos aqui diversas vezes, a poda drástica, na grande maioria das vezes, faz com que a árvore morra pela invasão de doenças ou cupins ou as desequilibra ocasionando sua queda. Além disso, o que estão praticando é crime, já que na Legislação Ambiental de Curitiba, é vedada a poda que comprometa mais de 50% do total da massa verde da copa.

Pelas imagens, podemos ver as atrocidades que estão sendo feitas, copas inteiras estão sendo cortadas sem a menor preocupação com o bem estar e a vida das árvores (e esse tipo de gente pensa nisso? ) :


Observem que na copa da árvore, agora sem folhas,
uma casa de João de Barro ainda persiste. Mas até
quando sem a proteção dos galhos?



Aqui os galhos e a copa da árvore cortados sem a menor preocupação
ou sensibilidade


Por fim a imagem de uma bela árvore que agora 
está condenada à morte pela crueldade do ser humano


Questionamos os homens que estavam realizando o corte (estavam sem identificação, por isso não sabemos de onde eles são) sobre uma possível autorização, mas não responderam, simplesmente nos ignoraram.

Neste caso, o que nos restou foi realizar uma denúncia na Central 156 da Prefeitura de Curitiba, apesar de nunca termos resolvidas as que fizemos anteriormente. Mas, como a esperança é a última que morre, esperamos de coração que eles verifiquem o que está acontecendo e tomem uma atitude, para que a impunidade não aconteça mais uma vez!
Segue a denúncia realizada no dia hoje, o número do protocolo é 000347383-i:

“No endereço indicado (Rua Professor Loureiro Fernandes, 173), estão cortando árvores provavelmente sem autorização, pois quando questionados não responderam se tinham ou não a autorização. Já cortaram a copa das árvores, acredito que para derrubá-las, ou pelo menos cortaram errado, pois as árvores não têm mais folhas. Tipo de ação que também é ilegal”.

A partir de agora, vamos acompanhar a denúncia e contamos para vocês o andamento da situação. Se isso está acontecendo perto de vocês, denunciem aqui, para que possamos de alguma forma ajudar estes seres indefesos que só nos fazem bem.

Até mais!

terça-feira, 11 de agosto de 2015

A fábula da vida real continua: ogros e gnomos, o sumiço das árvores

Olá pessoal,

No mês passado contamos a vocês uma fábula da vida real, sobre a ação de um ogro destruidor que viu árvores floridas, sentiu-se incomodado com tanta beleza  e realizou uma poda drástica nelas, retirando toda a copa e deixando-as  vulneráveis a doenças de quedas. 

Para quem não acompanhou o post, segue o link:


http://www.vandaloverde.com.br/2015/07/a-fabula-da-vida-real-ogros-e-gnomos.html

Aqui uma imagem de uma das árvores cortadas:


Pois bem, passado alguns dias, como num passe de mágica, o ogro fez as árvores simplesmente desaparecerem. Hoje não existe mais vestígio algum das vidas que estiveram ali um dia. E ele, com seu coração peludo, deve estar sentindo-se muito feliz....e o pior, impune.


Incrível a ação do ogro, não é mesmo?


Nossa pergunta é a seguinte: nessa história toda, que personagem é a Prefeitura de Curitiba? Será um ogro disfarçado de gnomo, que nas propagandas se diz defensora do meio ambiente, porém na vida real não impede tantos massacres como este?  

Estes são os piores!






sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Nem precisava ser vidente para saber: infelizmente mais uma árvore foi morta por pura crueldade

Olá pessoal,

Há alguns dias contamos para vocês sobre o caso de uma árvore situada na Rua Leonardo Krasinski, no bairro Boa Vista, que sofreu poda drástica pela Prefeitura de Curitiba. Em nosso post, comentamos sobre a sua possível morte.

Pois é,infelizmente foi o que aconteceu! Mais um caso de crueldade e insensibilidade do ser humano quanto a um ser vivo indefeso. Para quem não acompanhou, segue link com a matéria:


Agora vejam nas imagens o triste fim de uma arvorezinha que em nada estaria atrapalhando, simplesmente “incomodou” alguém que decidiu matá-la, cortando-a de vez:



Como falamos na matéria, este alguém pode ser o dono de um terreno que está sendo mexido e onde a árvore se encontrava. Vai ver que ele achou que ela não “combinava” com a casa nova que será construída. Inclusive, parece-nos que no geral as pessoas da quadra em questão também pensam assim, porque ali só resta uma árvore. E até quando?

É pessoal, o ser humano consegue se superar cada vez mais em sua barbárie. Lamentável!