Image Map

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Depois de um ano de luta, finalmente o Parque Gomm vai existir!

E precisava de todo este tempo e esforço para a preservação do nosso verde? Esta foi uma questão levantada por nós do Vândalo Verde a um dos articuladores da luta para transformar o Bosque Gomm em Parque Gomm, agora considerado uma unidade de conservação, Luca Rischbieter. E ele, assim como nós, acha que não!

“Os órgãos governamentais não estão mais acostumados a criar ações, não possuem o hábito de intervir proativamente em questões tão necessárias, como a preservação do verde, por exemplo. Foi preciso esta série de encontros e mobilização de tanta gente para conseguirmos ter voz e finalmente intervirmos a favor do Bosque Gomm. As leis existem, mas precisamos que o poder público atue mais e não fique esperando as coisas tomarem tamanha proporção para tomarem uma atitude.”


Para quem não acompanhou a luta pela criação do Parque Gomm pode entrar na página do Facebook “Salvemos o Bosque da Casa Gomm”, onde estão várias informações sobre a causa. 
Resumindo: há um ano iniciou-se um movimento que acabou impedindo uma obra viária  que fazia parte do projeto inicial de implantação do shopping Pátio Batel e que cortava o Bosque Gomm ao meio, devastando inúmeras árvores. 



*as imagens são da página do Facebook "Salvemos o Bosque da Casa Gomm"

Este movimento mobilizou pessoas de todas as tribos e classe sociais que utilizam o espaço verde para seus momentos de descanso e lazer. Foram realizados diversos eventos no local e também reivindicações pelo Facebook, até que a causa foi tomando forma. Assim, por meio de toda esta pressão, por assim dizer, a Prefeitura de Curitiba resolveu poupar o espaço da especulação imobiliária.

Mais uma vez a gente pergunta: é necessário tudo isso, todo este esforço da população, todas essas horas devotadas pelos cidadãos para a Prefeitura de Curitiba entender o recado de que queremos mais verde? É tão fácil cortarem uma árvore e tão moroso preservá-la? O que está faltando na Prefeitura de Curitiba para entender o que o povo quer? Será que para cada passo temos que ter um esforço de um gigante? Não, com certeza não tinha que ser assim. Há algo muito errado aí!

Mas, de qualquer forma, terminamos este post com o alívio em saber que tantas árvores e área verde da cidade foram poupadas por meio do esforço de tantos cidadãos. Bom saber que existe muita gente com a filosofia do Vândalo Verde! E vamos em frente!

Nenhum comentário :

Postar um comentário