Image Map

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Árvores do Guabirotuba cortadas misteriosamente!


Olá pessoal,

Ano passado, um dos posts que fizemos aqui foi a respeito da poda drástica de três árvores situadas no bairro Guabirotuba. Soubemos do fato por meio da denúncia de uma moradora chamada Ceveli. Para relembrar, segue o link do post: http://vandaloverde.blogspot.com.br/2012/07/prefeitura-contrata-robos-para-corte-de_16.html

Para ajudar Ceveli a impedir novos cortes nas árvores, que foram plantadas há mais de 35 anos por seu pai, nós do blog Vândalo Verde também realizamos uma denúncia pela central 156 da Prefeitura de Curitiba, no mês de julho:

18/07/2012
  Criação via Internet

 Observação
  Protocolo em processamento. Aguarde informações em seu endereço eletrônico.

 Dados do Assunto
 Descrição:
   GOSTARIA DE REALIZAR UMA DENÚNCIA DE PODA DRÁSTICA DE TRÊS ÁRVORES, SITUADAS NA AVENIDA CORONEL FRANCISCO H DOS SANTOS, 2415 - GUABIROTUBA. POR MAIS QUE A MORADORA TENTASSE EVITAR, AS DUAS ÁRVORES QUE FICAM EM FRENTE À SUA CASA, E UM IPÊ QUE FICA NO TERRENO VIZINHO, SOFRERAM PODA DRÁSTICA, O QUE VAI CONTRA O ART. 12, DA LEI 8353, DA LEGISLAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CURITIBA, QUE DIZ "É VEDADA A PODA EXCESSIVA OU DRÁSTICA DE ARBORIZAÇÃO PÚBLICA, OU DE ÁRVORES EM PROPRIEDADE PARTICULAR, QUE AFETE SIGNIFICATIVAMENTE O DESENVOLVIMENTO NATURAL DA COPA". E AINDA: "ENTENDE-SE POR PODA EXCESSIVA OU DRÁSTICA O CORTE DE MAIS DE 50% DO TOTAL DA MASSA VERDE DA COPA". DO IPÊ QUE FOI "PODADO", POR EXEMPLO, SÓ SOBROU O TRONCO. PELO QUE VERIFIQUEI, O MOTIVO DO CORTE FOI EM FUNÇÃO DE UMA PLACA DE IMOBILIÁRIA. PEÇO QUE VERIFIQUEM E ME RETORNEM. OBRIGADA, PAULA BATISTA.
 Endereço do Assunto:
    Rua CORONEL FRANCISCO H DOS SANTOS 2415

Nem a denúncia da moradora e nem a nossa tiveram resposta e, este mês, duas das árvores sofreram poda drástica novamente. E o que mais preocupa: de forma misteriosa. A moradora Ceveli havia viajado e, quando retornou para casa, se deparou com o corte das árvores em frente à sua calçada. Galhos bem grossos foram cerrados sem a menor necessidade, um deles, inclusive, parece que foi “puxado”, e não cortado pela motosserra. 

O que piora a situação, já que a árvore ficou bastante machucada. Estes galhos que foram cortados não crescem mais, as árvores mais uma vez foram prejudicadas:

Galho que parece ter sido "puxado"

Galhos cortados sem necessidade

Dá para ver bem a placa da imobiliária e a visibilidade que se tem com os galhos que foram cortados

Mais um galho cortado sem necessidade

A pergunta é, quem fez este “trabalho”? De acordo com a opinião da moradora, desta vez não foi a Prefeitura que efetuou os cortes, mas sim uma empresa particular. Segundo alguns vizinhos, as pessoas que foram cortar as árvores estavam em um veículo pequeno, nada parecido com os que a Prefeitura ou a Copel utilizam, por exemplo.

Ela se questiona se o motivo seria represália, já que há uma placa de imobiliária e um Ipê, que estaria “atrapalhando” a visibilidade, não pôde mais ser cortado (a moradora acha que a Secretaria do Meio Ambiente tomou alguma atitude em relação ao Ipê, mas não tem certeza). Além disso, o corte destas árvores permite a visibilidade da placa de um dos lados da rua, então poderia ser isto? Neste caso, não há como afirmar e nem julgar ninguém, mas o fato é que faltam outras explicações para o que aconteceu.

Mais uma vez, Ceveli está bastante desolada com a situação e não entende como as pessoas podem cometer maldades como esta, em prol de dinheiro, por exemplo. Ela nos contou que se estivesse lá com certeza teria a mesma atitude de antes, iria pedir desesperadamente que parassem, entraria em contato com a Prefeitura, mas desta vez nada pôde ser feito para impedir (apesar de que na primeira vez em que ela pediu que parassem os cortes, os funcionários da Prefeitura agiram, de acordo com ela, como “robôs”, que nem sequer interromperam o trabalho para ouvi-la).

O que a moradora fez foi entrar novamente em contato com a Prefeitura e está aguardando a visita de um funcionário para averiguar a situação. Mas por enquanto, nada aconteceu!
Estamos acompanhando o caso de perto e esperando notícias. O que tivermos de novidades (esperamos que sejam boas) vamos contando aqui.

Ceveli, estamos juntos nesta causa.

E vocês, leitores, contem com a gente!

Até a próxima. 





sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Novo ano, novas esperanças

Pois é, mal conseguimos perceber que 2012 estava terminando e 2013 já chegou, trazendo mais esperança, mais otimismo e mais determinação. Antes de falarmos sobre este novo ano, vamos recordar alguns casos publicados no blog Vândalo Verde durante o ano passado e saber de que forma eles foram concluídos.
Desde a sua criação, em março de 2012, o blog recebeu várias denúncias de maus tratos às árvores a aos animais. Tudo começou com a ameaça de corte da Paineira Rosa que, graças à atitude do Vândalo Verde, se acorrentando na árvore, foi poupada de ir ao chão, estando viva e graciosa até hoje.
Outro episódio que foi divulgado pelo blog e que causou muita indignação nos leitores, foi o corte de uma árvore Ficus de 20 anos de idade, no bairro Jardim das Américas. Além disso, ainda em frente à mesma residência, mudas de Pinheiro foram arrancadas a “botinadas”, mostrando o total descaso e desrespeito com as árvores.

Ao todo, durante o ano de 2012, o blog vândalo Verde divulgou 17 casos de cortes/podas de árvores. Para todos eles, solicitamos junto à Prefeitura os motivos para tais atos, bem como um comprovante da necessidade dessas ações. Infelizmente, das poucas respostas que obtivemos, nenhuma delas foi conclusiva. Apenas fomos informados de que uma vistoria ao local seria realizada para a verificação de corte/poda irregular.

Ora, para nós do Vândalo Verde é óbvio que, se a Prefeitura autorizou o reparo em alguma árvore, ela já tem que possuir isso cadastrado para fins de comprovação. Não conseguimos entender porque é necessária uma vistoria ao local do corte, depois que o mesmo já foi realizado, para a partir daí saber se ele foi autorizado ou não.

Para resumir, durante 2012 não recebemos atenção e apoio da Prefeitura no que diz respeito à conservação e preservação das árvores. Pelo contrário, o que vimos durante o ano que passou foi uma absurda fase de cortes/podas indiscriminadas pela cidade, tendo como motivo argumentos descabíveis, como por exemplo, a retirada de 60 árvores adultas e sadias no bairro Jardim das Américas para o alargamento de uma única rua.

Terminamos 2012 com episódios muito tristes de desrespeito com a nossa área verde. Por outro lado, iniciamos 2013 com muita esperança, já que agora contamos com uma nova gestão na Prefeitura, com a qual, quem sabe, consigamos dialogar e lutar pela vida de nossas árvores.

Aproveitamos para parabenizar a ação do novo prefeito, Gustavo Fruet, que foi pedalando da Câmara de Vereadores até a Prefeitura para assumir o cargo. Esta simples atitude mostrou que o meio ambiente será uma das suas prioridades, ainda mais que ele poderá contar com o apoio de um representante do Partido Verde como Presidente da Câmara de Vereadores. Parece que a maré está mudando... vamos esperar para ver.

Desejamos que neste novo ano possamos divulgar mais notícias boas do que ruins e que a consciência e o respeito pelas árvores esteja presente durante 2013.

Feliz Ano Novo!!